.

As ilhas de galapagos

Como representado pelo famoso explorador marinho Jacques Cousteau "Galápagos é o último santuário de fauna”. Os Animais não têm medo aos humanos o que faz que seja um paraíso natural e refugio para naturalistas que escapam de uma vida ruidosa. Venha abordo do M/C Galápagos Frota Seaman Journey para a experiência de sua vida em uma viagem de natureza, as águas são tranqüilas e o clima agradável (estamos no Equador), as viagens as Ilhas Galápagos estão em primeiro lugar para um viajante experiente.

Ilha San Cristobal

Centro de Interpretação: Este foi construído com a cooperação do Centro de Ciências Espanhol. Dá ao visitante uma boa introdução do que irá encontrar nas ilhas Galápagos, é a vida marinha e terrestre, a fauna e a flora. Está localizado nas margens da pequena cidade de Pto. Baquerizo Moreno, que é a capital da Província de Galápagos.

 
Cerro Tijeretas (Monte do Pássaro Fragata): O trajeto para o monte leva aproximadamente 20-40 minutos. Chegando no local, os visitantes podem apreciar a espetacular vista das praias brancas de um lado e os telhados de Puerto Baquerizo no outro lado. O monte normalmente é visitado por gaivotas, dando o nome ao local. Aqui é possível ver pássaros fragata e os magníficos pássaros de fragata na mesma colônia. Este é o local perfeito para compará-los e aprender a distingui-los.
Este local oferece alguns locais seguros para snorkelling sem fortes correntes marítimas. Ë ótimo para principiantes. Podem-se encontrar arraias, peixe barbeiro e peixe borboleta.

Ilha dos Lobos (Ilhota do Leão Marinho): essa pequena Ilhota, localizada apenas à uma hora de Barco do Pto. Baquerizo Moreno está separada da ilha principal por uma extensão estreita de águas tranqüilas. Em suas costas rochosas os Piqueros de Patas azuis e leões marinhos descansam. Sua atmosfera transmite tranqüilidade e uma beleza primitiva. Conseguindo de esta maneira mostrar como é o meio ambiente de Galápagos.

Ilha Española:

Baía de Gardner: Localizado a noroeste da costa, a baía de Gardner é excelente para relaxar, para nadar e ainda oferece a oportunidade para a observação de leões marinhos. Podemos também observar tubarões nas cristalinas águas oceânicas.

Punta Suarez: Este ponto rochoso possui uma das mais impressionantes e variadas colônias de aves marinhas em Galápagos. Junto a sua costa sulista, precipícios altos se levantam do mar propiciando ao visitante uma espetacular visão dos pássaros elevados e do todo de sopro onde água borbota até 50-75 pés no ar de acordo com a intensidade da rebentação.

Ilha Florena:

Baía Posto dos Correios: Historicamente, nesta parte estava localizado um tronco de madeira que foi avistado na época do século XVIII pela tripulação de um barco baleeiro.  E tem sido utilizado até os nossos tempos pelos marinheiros e turista como um correio.  A idéia é levar cartas ou postais para os seus destinos a mão. A parte disto, também foi à porção de terra onde se estabeleceram os primeiros colonizadores.



Punta Cormorant ( Ilha Charles ): Este lugar provavelmente oferece uma das maiores e melhores lagoas de Flamingos em Galápagos. Está situado entre dois cones que acabam por tornar está região em um local especial. Existem várias espécies de pássaros cucuves que podem ser observadas além dos Flamingos, as mais freqüentes são: as garças, patos de pintail branco e outras espécies migratórias. Esta é uma zona única devido ao grande percentual edênico que as plantas possuem. Também é bastante interessante destacar as duas praias distintas “a praia verde (devido ao alto percentual de cristais de cor oliva na areia) e a “a praia da farinha” feita de corais.

Ilha Santa Cruz

Estação de Charles Darwin: As maiorias dos visitantes de Galápagos vêem para poder observar e apreciar as maravilhas naturais, mas também é importante aprender como a proteção do parque e a sua conservação são efetuados.  Uma da principias atrações são o Centro de Informações do Parque Nacional, Sala de Exibição, Centro de procriação e educação das tartarugas jovens, O Solitário George (Tartarugas de Pinta), tartarugas adultas de Galápagos em cativeiro.

Praias de Bachas: Estas duas pequenas praias se encontram a Oeste do habitat das tartarugas. Suas areias são de decomposição de corais, tornando assim as areias brancas e macias fazendo com que seja um lugar preferido pelas tartarugas para fazerem seus ninhos. Atrás de uma das praias existem umas pequenas lagoas de águas escuras, aonde ocasionalmente podem se observar os flamingos e outras espécies costeiras, como os flamingos e outras espécies de pescoço escuro.  A outra praia é maior, porém tem dois velhos barcos que foram abandonados durante a Segunda Guerra Mundial, quando os Estados Unidos usava a ilha de Baltra como um ponto estratégico para proteger o canal do Panamá.  (O metal se encontra corroído e cortante, por isso não é um bom local para nadar).
 
Área Montanhosa da Ilha de Santa Cruz: A trilha para a área montanhas tem como ponto de partida Bellavista passando pela zona agrícola, perto do Parque Nacional Boundary, a zona de Miconia e depois se vai para a zona das samambaias.  Com bom tempo (tempo imprevisível) esta área demonstra lindas cenas de montes rolantes e extintos cones vulcânicos cobertos de grama e com um verde luxuriante durante todo o ano.

Baía da Tartaruga: Este é um ótimo trajeto para a observação de pássaros, é fácil poder encontrar algumas espécies de finches enquanto se caminha. O por do sol é excelente deste local. O habitat oeste das tartarugas oferece um agradável snorkelling e uma boa área para nadir e relaxar. A praia de areia branca é considerada por muitos como a mais bonita do arquipélago. O nome provém das tartarugas marinhas que vão até a praia para fazerem a desova. Outras espécies também podem ser encontradas, incluindo os pelicanos, os flamingos e as iguanas marinhas.

Ilha Bartolome

Ilha Bartolomé: Uma pequena ilha estéril, localizada na Baía de Sullivan da Ilha Santiago, Bartolome tem dois lugares para visitar. Em um deles é possível escalar ao topo da ilha, aonde os visitantes podem observar uma enorme variedade de formações vulcânicas, borrifa delas e cones, fluidos e tubos de lava.  A lua como paisagem provê o melhor cenário panorâmico do arquipélago. No outro lado os visitantes podem praticar snorkel e nadar na linda praia ou andar através do istmo para a outra praia que fica ao sul, aonde nadar é proibido.  Peixes multicoloridos e ocasionalmente pingüins podem se vistos na base alta das rochas que dominam a paisagem de Bartolome.  

Ilhas Plaza: São duas ilhotas que estão situadas a uma pequena distância da costa este de Santa Cruz.  A diferente vegetação e localização da ilha cria uma interessante paisagem mostrando a fauna e a flora de Galápagos. Mesmo com seu pequeno tamanho, algumas das mais interessantes espécies do arquipélago estão aqui. Ë possível garantir a observação de iguanas terrestres que normalmente estão entre os cactos.  Fazendo ninho nos ásperos precipícios sulistas podemos ver as gaivotas e outras espécies marinhas, que podem ser encontrados com várias outras aves marinhas. A beira mar protegida é habitat primordial das enormes colônias de leões marinhos. A principal atração de Plazas são as iguanas terrestres, os leões marinhos e as gaivotas.  Também podemos ver pássaros tropicais, pássaros de fragata e pelicanos marrons que planam além do precipício.

Ilha Santiago:

Puerto Egas: Terra Molhada. Baía James no final ocidental. Puerto Egas com suas praias de areia negra foi o lugar de uma pequena indústria de extração de Sal em 1960. Uma subida pelas crateras de sal é uma excelente oportunidade para pássaros de terra como os tendilhões, pombas e falcões. Um passeio abaixo do contorno da costa áspera, especialmente na maré baixa, trás para cima muitas espécies marinhas. Iguanas penduram-se nas pedras rochosas enquanto que os leões marinhos ficam nas pequenas e apertadas piscinas. No final da trilha existe uma serie de grutas aonde podem se encontrar focas e garças noturnas nesta zona sombria.  

A parte Terras Molhadas com suas areias  escuras de Puerto Egas, a Baía de James encaminha a uma das visitas mais recompensadoras de Galápagos. Primeiro, a trilha vai para dentro da ilha onde está o que sobrou da mina de sal, uma das maneiras que se tentou para poder comercializar as ilhas de Galápagos, que fracassou. Alguns grupos farão a trilha de 1 hora em toro do Vulcão Sugarloaf (em torno de1000 ft de elevaçao). Mais é a gruta das focas que tende a ser mais prazerosa para os visitantes. Neste local pode-se ter um contato bem próximo as focas e aos leões marinhos em várias séries de piscinas rochosas. Para muitos, esta é a única oportunidade de para ver as focas de Galápagos, pois estas já se encontram em extinção. Além das focas, a Baía de James Bay oferece a melhor oportunidade para as pequenas piscinas de Galápagos.

Baía Sullivan: Este lugar oferece ao visitante uma única oportunidade para poder ver uma recente erupção de lava de aproximadamente 100 anos de idade. O lado Este da ilha de James é conhecido por possuir paisagens vulcânicas dominantemente por fluídos jovens de lava. Na superfície da lava é possível observar algumas árvores que foram arrastadas com a erupção que houve. Também é interessante ver como algumas plantas de Mollugo começam a colonizar as fissuras existentes na lava.

Chapéu Chinês:

Chapéu Chinês: Chapéu chinês é uma fina ilha ao sudoeste da ilha de Santiago é menos do que um quarto 1 sq km em tamanho. Ë um recente cone vulcânico, ao qual podemos relacionar a descrição de seu nome; tem o formato de um chapéu chinês. O formato do chapéu pode ser mais bem visto da parte norte. Oposto ao sombreiro Chino, no contorno da costa rochoso de Santiago estão os pingüins de Galápagos.
Uma trilha de 400 m. vai ao redor dos vales estreitos e por uma colônia de leões marinhos – as iguanas marinhas estão por todos os lados. O cenário vulcânico é super atrativo e pode-se ter uma boa vista dos cones. Existem possibilidades de snorkelling e para nadar dentro  destes vales.
 
Ilha Isabela:
 

A Ilha Isabela é a maior do arquipélago. Essa ilha consiste de uma cadeia de cinco vulcões aonde o Vulcão Wolf é o maior deles.   
 
Puerto Villamil:
é um porto pequeno em Isabela por onde muitos viajantes passam. A Estação Experimental se localiza muito perto do Puerto Villamil no sul de Albemarle. Aqui o Parque Nacional Galápagos faz experimentos com o processo de reprodução das subespécies  geochelone elephantopus gunteri (tartaruga). O Vulcão de Sierra Negra, localiza-se no lado sul de Isabela, é um dos maiores e mais impressionantes exemplos de um vulcão no arquipélago Este é à segunda cratera mais grande do mundo depois da Ngorongoro em África.   
 
Baia Urbina: Localizada na costa ocidental da Ilha Albemarle no sopé do Vulcão Alcedo, essa baía surgiu do mar em 1954. Podem-se encontrar cormorán sem vôo e pelicanos ao longo da costa durante suas estações de acasalamento, e podem ver tartarugas marinhas e arraias na baia. As regiões montanhosas são casas para as iguanas grandes e coloridas.  
 
Cova Tagus: um tour a longo dos precipícios em um zodíaco dará a você uma oportunidade boa para ver pingüins de Galápagos, o cormorán sem vôo e outros pássaros marinhos.
 
Bahía Elizabeth: Esse é um local de visita marinha, a excursão por zodíaco, não tem ponto de desembarque.Galapagos Islands - Elizabeth Bay Sua saída de passeio em zodíaco ira levá-lo a visitar a ilhota de Marielas aonde existem colônias do maior e mais importante pingüim das Ilhas Galápagos e seu local de reprodução. A excursão continua na cova que esta rodeada pelos mangues vermelhos, com raiz vermelha e folhas verdes, podemos ver tartarugas marinhas, cormorán sem vôo, raios de águia manchados, raios dourados, pelicanos castanhos e leões marinhos. Normalmente podem ser vistos falcões de Galápagos que voam por aqui.  

Ilha Fernandina

Fernandina é a terceira maior ilha, mais ao oeste e a mais jovem das ilhas Galápagos. Muitas erupções ocorreram desde 1813, enquanto visita essa ilha pode ser provável ver uma erupção.
 
Punto Espinosa: A frente da Cova de Tagus existe um local para os visitantes aonde algumas das espécies únicas de Galápagos podem ser vistas. Iguanas marinhas conglomeram-se em grupos maiores que em qualquer outra ilha. Elas esquentam-se na areia, nadam perto da margem e algumas vezes bloqueiam o passo de desembarque. Entre as espécies únicas que se encontram aqui, esta o cormorán sem vôo. Um pássaro que por falta de predadores teve que ajustar sua maneira de sobrevivência e melhorar suas habilidades de encontrar comida no oceano. Suas asas, rabo e pés adaptaram-se progressivamente para poder nadar. Ver esses pássaros é ver a própria evolução passar pela sua frente. 

Ilha Santa Fe:

Santa Fe: Santa Fe é um dos destinos mais entretenidos para as excursões de margem. Tem opções de trilhas para visitantes como ir a ver os cactos de Opuntia mais altos de Galápagos. Enquanto a outra trilha se nos leva as regiões montanhosas onde podemos ver as iguanas terrestres. Depois de um passeio largo, nadar em águas calmas ou snorkel com os leões marinhos brincando.   

Seymour norte: Localizada ligeiramente ao norte de Baltra, Seymour Norte é uma ilha baixa, resultado de um levantamento submarino de lava. Esta coberta com vegetação baixa e espessa contendo a maior colônia de fragatas magníficos de Galapagos. Existe também uma grande população de piqueros de patas azuis que realizam uma dança para poder cortejar e dessa forma poder acasalar. Levantam ao alto suas patas azuis em um movimento lento, abrindo as asas, assobiando e fazendo ruído, esse é um dos momentos culminantes da ilha.